"Página da Sandra"
Blog com mensagens, culinária, fé, ecologia, variedades…

ecologia

Carta escrita no ano 2070

Diante da recente crise de abastecimento de água no sudeste brasileiro, mais acentuado na cidade de São Paulo, lembrei-me desta mensagem publicada na revista biográfica “Crónicas de los Tiempos” e que coloquei  aqui no meu site em 2005.  Alerta mais do que atual…

“Estamos no ano 2070 e acabo de completar os 50 anos, mas a minha aparência é de alguém de 85.
Tenho sérios problemas renais porque bebo pouca água. Creio que me resta pouco tempo. Hoje sou uma das pessoas mais idosas nesta sociedade.
Recordo quando tinha 5 anos. Tudo era muito diferente. Havia muitas árvores nos parques, as casas tinham bonitos jardins e eu podia desfrutar de um banho de chuveiro por  cerca de uma hora.

Continue lendo...

Arenitos de Vila Velha (fotos)

Os “Arenitos” fazem parte do Parque Estadual de Vila Velha, sendo sua principal atração. É uma enorme coleção de grandes blocos de pedra esculpidos em formas   gigantescas que lembram figuras como o camelo, índio, noiva, garrafa, bota, esfinge e a famosa taça (símbolo do parque).  As formações rochosas lembram uma cidade medieval com castelos e torres, por isso é conhecida como Cidade de Pedra. A altura média das colunas e muralhas é de vinte a trinta metros.

O Parque (que é formado ainda pelas atrações  de Furnas e Lagoa Dourada) possui ótima estrutura para turistas, com recepção, banheiros, lanchonete e micro-ônibus para transporte dos visitantes. Durante a visita é possível fazer uma caminhada pelas trilhas e observar  a bela  paisagem, bem como a  fauna e a flora típica dos Campos Gerais.

Continue lendo...

Ponta Grossa precisa de árvores!

Estamos na primavera e alguns poucos jacarandás enfeitam nossa cidade com cor e perfume. Como eu gostaria  de poder ver minha amada Princesa dos Campos com ruas arborizadas e floridas. Porém, parece que as pouquíssimas árvores que ocupam nossos espaços públicos estão cada dia mais raras, e as que ainda permanecem sofrem mutilações, com podas extremas que as transformam em   tocos secos.  É uma pena que nossa população ainda não tenha compreendido a importância de espaços verdes e quanto as árvores são importantes para a nossa qualidade de vida.

Abaixo, cito um texto que li, já há algum tempo,  em um  jornal local e que guardei com muito carinho, pois o autor, médico conhecido em nossa cidade, expressou exatamente aquilo que eu queria  falar.

Continue lendo...

Tibagi – PR

Tibagi é uma pequena cidade  situada no interior do Estado do Paraná, na região dos Campos Gerais, distante a  216 km de Curitiba e com  aproximadamente 19.000 habitantes. O significado da palavra Tibagi vem do Tupi-Guarani e quer dizer “TIBA” = muito e “GY” = água.

Continue lendo…

Parque Ecológico da Klabin

Implantado em 1980 pela Empresa Klabin – a maior fábrica de papéis do país – o Parque Ecológico da Fazenda Monte Alegre fica no município de Telêmaco Borba – PR e conta  com uma área total de 11.196 ha, sendo 7.883 ha de florestas naturais da Mata de Araucária.

Continue lendo…

Economizando água

 
A Terra é formada por 70% de água, o que significa que  cerca de 2/3 do planeta são cobertos por este líquido indispensável para a vida. Entretanto, nem toda esta água  pode ser usada para o consumo humano. Cerca de 97%  da água  existente no planeta é salgada  e forma os oceanos e os mares. Cerca de 2% está nas grandes geleiras e apenas 1% de toda a água existente no planeta pode ser utilizada.
Uma única pessoa consome em média 3 litros de água por dia, 90 litros por mês e 1.080 por ano. O desperdício de  água é alarmante: uma família de quatro pessoas em que os membros escovarem os dentes três vezes ao dia, deixando a torneira aberta, gasta cerca de 150 litros de água tratada. Nos últimos anos houve um enorme  aumento da demanda e na diversificação do uso da água e ao mesmo tempo aumentou consideravelmente a poluição dos mananciais devido a descargas de detritos industriais,  venenos utilizados na agricultura, além de lixo e esgoto doméstico. O uso irracional e a poluição de rios e lagos, podem ocasionar a falta de água doce muito em breve, caso nenhuma providência seja tomada.
Alguns estudos mostram que 2 em cada 3 pessoas no mundo podem ficar sem água até 2025.  E não é tudo: sem água, a produção de alimentos também cai. Em média, 70% da água consumida no mundo, é utilizada para produção de alimentos. Se faltar água, também faltará comida.
O aquecimento global também é um fator agravante. Com  o aumento da temperatura mundial, podem ocorrer mais secas e o surgimento de desertos.

Mas, o que fazer?

Podemos  economizar água de diversas maneiras:  reutilizar a água da máquina de  lavar roupas para lavar o quintal e as calçadas, evitar vazamentos, lavar o carro apenas eventualmente, não lavar calçadas com água da torneira, apenas varrer, não instalar válvulas de descarga nos vasos sanitários e sim caixas de descarga, que são mais econômicas e produzem o mesmo resultado e conforto, manter a torneira fechada  enquanto escova os dentes, tomar banhos mais curtos, etc. Racionalizar o uso da água não siginifica ficar sem ela,  mas usá-la sem desperdício, considerá-la uma prioridade social e ambiental.
Quanto a poluição, não jogar lixo, garrafas, embalagens plásticas nos  rios, lagos, mares. Cobrar das autoridades governamentais ações mais efetivas quanto ao saneamento básico, tratamento de esgoto, coleta de lixo, etc.

Fonte:
www.brasilescola.com/biologia/poluicao-aguas.htm
www.cprh.pe.gov.br
www.suapesquisa.com/poluicaodaagua
www.redeambiente.org.br

Plantar Árvores

O nível da emissão de gás carbônico na atmosfera é hoje o maior  dos últimos 420.000 anos este é um  dos principais fatores desencadeantes do  aquecimento global. Entretanto, é possivel neutralizarmos a emissão do carbono plantando árvores. Isto mesmo, plantando árvores! Pois elas transformam o gás carbônico em oxigênio, além de manter o clima mais ameno, propiciar um ambiente mais bonito, acolhedor e confortável, etc. A arborização dos espaços urbanos aumenta a qualidade de vida dos moradores de uma cidade, pois as plantas  também  contribuem na  retenção de materiais poluentes.  
As estimativas mostram que 70% da população brasileira vive em centros urbanos. As áreas verdes foram substituídas pelas construções e os centros urbanos são hoje caracterizados pela pavimentação e construções, que  impermeabilizam o solo não permitindo o escoamento das águas. Resíduos sólidos, despejos residenciais e industriais poluem e comprometem o solo urbano. Os materiais utilizados na pavimentação e nas  construções das cidades são vidros, cerâmicas,  asfalto e concreto, etc. Estes materiais absorvem os raios solares, tornando as cidades muito quentes. E há ainda a poluição atmosférica, a hídrica, a visual e a sonora, que tornam a qualidade de vida nos centros urbanos, pior do que em ambientes naturais.
É muito comum escutarmos pessoas dizendo que as árvores sujam as ruas com suas folhas, arrebentam as calçadas,  trazem riscos de quedas, etc. Estas são as principais desculpas de quem não aprova a arborização urbana. Mas, na verdade, as vantagens de uma cidade bem arborizada são muito maiores  que qualquer um destes supostos “problemas”. Os benefícios ambientais, sociais e estéticos da arborização são  enormes.  Podemos citar : proteção contra ventos, diminuição da poluição sonora, absorção de parte dos raios solares, sombreamento, ambientação à pássaros, absorção da poluição atmosférica,  etc
O equilíbrio no clima,  o controle da poluição, o conforto e a beleza, trazem para a população uma melhor saúde física e mental e  uma qualidade de vida superior.  As áreas verdes também  convidam à prática de atividades físicas como  as caminhadas,  por exemplo.  Alem disso, uma cidade mais bonita também atrai turistas, implementando o comércio e trazendo lucros.  Enfim, são inúmeros os benefícios e as vantagens. Faça o mesmo, plante uma árvore!

Maringá- Cidade Verde

Maringá, cidade localizada  no noroeste do Paraná, é conhecida como “Cidade Verde”, devido a grande quantidade de árvores  em suas praças e avenidas e pelas suas reservas naturais em plena área urbana. Por sua beleza, pela consciência ecológica de sua população e pela elevada qualidade de vida, Maringá é uma cidade muito especial. Em Maringá existem 25,94 m2 de área verde por habitante, em um total de  6.826.823 m2. Maringá é uma cidade planejada e estruturada.  Foi fundada em 10 de maio de 1947, através da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, e foi planejada pelo arquiteto e urbanista Jorge Macedo Vieira, com ruas largas, muitas praças e espaços para vegetação.

Continue lendo...

Aquecimento Global

Muito temos ouvido e visto na mídia a respeito do aquecimento global. Mas afinal, o que isto quer dizer?
O aquecimento global é o aumento da temperatura terrestre. Estudos mostram que a temperatura média no nosso planeta subiu 0,7°C no último século , podendo ainda subir   5,8°C  nos próximos 100 anos. O mundo está cada vez mais quente e isto pode trazer conseqüências  catastróficas em escala global, pondo em risco  inclusive a sobrevivência do ser humano.
Acredita-se que o principal vilão nesta história seja o “Efeito Estufa”, causado pela emissão de gases poluentes na atmosfera, como o dióxido de carbono, metano, óxido de azoto e CFCs. Estes gases são lançados na atmosfera principalmente devido ao uso de combustíveis fósseis (petróleo) e formam uma camada que não permite a dispersão do calor, causando o efeito estufa.
Uma possível solução seria deixar de utilizar combustíveis  fósseis e investir em outras fontes de energia como a energia eólica (ventos), energia solar, biocombustíveis (como o álcool), etc.  Mas isto exige mudanças drásticas em todos os setores da sociedade, sendo necessário desenvolver uma gigantesca quantidade de tecnologias alternativas, o que  é uma solução a longo prazo.
Outra estratégia no combate ao aquecimento global é o reflorestamento, já que as árvores absorvem o gás carbônico. Porém, são necessárias muitas árvores para neutralizar a enorme  emissão de gases poluentes.
As consequências do aquecimento global são assustadoras:
– O derretimento de geleiras  nos pólos faz com que o nível dos ocenaos aumente. Isto significa que futuramente muitas cidades litorâneas e ilhas inteiras poderão ser submersas.  Os animais que vivem na região do Ártico, não tendo para onde migrar, podem vir a desaparecer..
– Pesquisas indicam que  até 37% das espécies de animais  de nosso planeta poderão entrar em processo de extinção até 2050. O calor desequilibra o ecossistema, provocando a morte de animais e plantas, quebrando a cadeia alimentar e deixando várias espécies sem alimento.
– Crescimento e surgimento de áreas desérticas, tempestades, tufões, ciclones, inundações e secas serão fenômenos cada vez mais freqüentes.
Enfim, o aquecimento global não é uma ameaça para um futuro distante. Nunca se viu mudanças climáticas tão rápidas e devastadoras como as que estão acontecendo nos dias de hoje. O aquecimento global é um problema real e está acontecendo em toda parte.

Fonte:
pt.wikipedia.org/wiki/Portal:Ecologia
www.carbononeutro.com.br
www.suapesquisa.com/geografia/aquecimento_global.htm
Revista Superinteressante – Editora Abril – Edição de Outubro de 2005.

Bem Vindo!
É com imensa alegria que recebo sua visita em meu blog.
Fique à vontade, navegue pelos artigos e páginas e deixe seus comentários.
Meu perfil:

Sandra R. Wichert Cisco
Ponta Grossa - PR

Página pessoal criada em 2004, repaginada em 2015.

Calendário 2021
Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por email.

TOP 15:
Artigos por categoria
Pesquisa Bíblica