"Página da Sandra"
Blog com mensagens, culinária, fé, ecologia, variedades…

Os problemas dos outros

ratinhoA sociedade atual exige muito de de nós. Passamos a maior parte do nosso tempo em uma correria louca: trabalho, estudos, afazeres domésticos, etc. As redes sociais, que teoricamente deveriam aproximar as pessoas, acabam por afastá-las. Afinal é muito mais fácil e rápido dar alguns cliques e “fazer-se presente” do que realmente procurar o amigos e familiares para saber como eles estão ou se precisam de alguma coisa . Lidar com pessoas não é fácil mesmo, e assim, na maioria das vezes, simplesmente não nos ocupamos com os outros.

A ilustração a seguir nos fala sobre isso: “Os problemas dos outros? Eu não tenho nada a ver com isso!”.

“O dono de uma fazenda estava cansado de ver um ratinho para lá e para cá, comendo alguns dos seus alimentos e fazendo uma bagunça que só eles fazem. Resolveu então colocar uma ratoeira num lugar estratégico com um suculento e cheiroso pedaço de queijo.
O ratinho, esperto, viu que aquilo era uma cilada, mas aquele pedaço de queijo o estava fazendo entrar em desespero. Resolveu, por fim, buscar ajuda em alguns animais que haviam por ali. Primeiro foi com galinha:
– Dona galinha, por favor, me ajude com um problema! – pediu o ratinho. – estou louco por um pedaço de queijo, mas está numa armadilha. Ajude-me a desarmá-la. Depois lhe ajudarei com qualquer coisa que precisar.
A galinha fitou-o e então deu de ombros.
– Isso não é problema meu. Não tenho nada a ver com isso. 
Deu as costas e foi procurar umas minhocas.
O ratinho correu e procurou o porco.
– Seu porco, por favor, preciso de sua ajuda. Desarme uma armadilha comigo, e depois lhe ajudarei com qualquer coisa que precisar.
O porco fuçou a terra e olhou para o pequeno animal.
– Estou muito ocupado, não posso ajudá-lo.
Desesperado ainda mais o ratinho recorreu à vaca:
– Dona vaca, por favor, venha comigo!
A vaca nem ao menos deixou que ele continuasse. Achava-o insignificante. Tudo o que podia vir dele não iria interferir em sua vida mesmo.
O ratinho ficou muito triste e achou que não poderia viver um dia sequer sem aquele pedaço de queijo. Não tinha outro jeito: ele teria que fazer o serviço sozinho e talvez morrer por causa disso.
Para sua surpresa, ao chegar à ratoeira, viu que estava desarmada. O pedaço de queijo estava jogado de lado. Ele correu, pegou o queijo mais que depressa e voltou para o esconderijo. Momentos depois de se deliciar e saciar seu desejo descobriu que a ratoeira desarmou quando acidentalmente a mulher do dono da fazenda pisou nela. A ratoeira era velha e um pouco enferrujada. Isso causou tétano na mulher que ficou muito doente.
O médico passou então alguns medicamentos e repouso. O dono da fazenda resolveu então fazer uma canja de galinha para fortalecê-la.
A mulher passou a receber várias visitas. Num dia apareceu tantas que o dono da fazenda resolveu servir carne de porco para eles.
Por fim, os remédios acabaram e precisava-se comprar mais, mas o dinheiro acabou. O jeito foi sacrificar a vaca e vender sua carne. O ratinho então se deu conta que o problema dos outros poderia influenciar o seu futuro.”

Fonte: letrassantas.blogspot.com.br

Pense nisso!

Uma resposta para Os problemas dos outros

  • E o dia a dia que hoje temos meu amor. Na verdade em contextos diferentes estes sao os homens do aman???

    ?:

Comente este artigo

Bem Vindo!
É com imensa alegria que recebo sua visita em meu blog.
Fique à vontade, navegue pelos artigos e páginas e deixe seus comentários.
Meu perfil:

Sandra R. Wichert Cisco
Ponta Grossa - PR
E-mail para contato: contato@hpbysandra.com.br

Página pessoal criada em 2004, repaginada em 2015.

Calendário 2019
Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por email.

TOP 15:
Artigos por categoria
Pesquisa Bíblica